PUBLICAÇÕES EM PAPEL

PUBLICAÇÕES EM PAPEL

As nossas publicações não têm fins lucrativos e o custo das publicações em papel destinam-se a cobrir despesas de produção e envio
Pedidos a publica@cpeubiose.pt

DIÁLOGOS ENTRE ANSIAN E NEÓFIS
Olímpio Gonçalves
Ansian – Ora vê: temos Lisboa, com o seu belo espectro luminoso, a sua cor, a voluptuosidade das suas colinas, sugerindo formas adornadas femininas. Não te dá a sensação de ser uma cidade essencialmente feminina? Em profundo contraste, temos o Porto, urbe granítica, forte no seu contraste entre luz e sombra, uma cidade, diríamos, musculada, macho… um das cidades mais fotogénicas que conheço.
Neófis – Fazes-me recordar uns versos de Teixeira de Pascoais: “Lisboa em gesso branco, o Porto em pedra escura”! Não deixas de ter razão. Lisboa prima pela sua graciosidade e luz, é como que uma complementaridade do Porto, que se impõe pela imponência do seu carácter contrastado, pétreo. Lisboa… primaveril, Porto, outonal, com suas neblinas, vetusto, austero…


Olímpio Gonçalves, nestes Diálogos de carácter marcadamente hermético, discorre sobre alguns mistérios, levantando um pouco o véu que os encobre. Partilha, assim, um pouco da tradição da Eubiose, doutrina iniciática transmitida pelo Professor Henrique José de Sousa aos seus discípulos.
Estamos num tempo novo em que muito do que permanecia oculto e cuidadosamente guardado vem sendo exteriorizado e poderá tocar no íntimo de alguns que demandam a Luz.

Sintra, 2018. 141 pág.
Custo: 10,00€; Com portes: 13,00€

60 ANOS DE EUBIOSE EM PORTUGAL
1956 – 2016

Durante este ciclo, com início em 1956, até hoje, o ano de 2016, os 60 anos de actividade eubiótica, é nosso parecer
que podemos celebrar com alegria e sem qualquer constrangimento, o já longo e dinâmico trajecto de actividade a todos os níveis de vivência da egrégora dos eubiotas.
Como Ancião mais idoso dos demais Anciãos, congratulo-me por estar entre vós, queridos Irmãos, nesta celebração. Sem falsas ou hipócritas humildades: para nós, a Egrégora dos Eubiotas e seu organismo tutelar, a Comunidade Portuguesa de Eubiose, celebram vitoriosas os seus 60 anos de vigência. Hosanas!
Olímpio Gonçalves

Sintra, 2016. 104 pág.
Custo: 8,00€; Com portes: 11,00€
Desconto aos membros da CPE:
Custo: 6,00€; Com portes: 9,00€

HOMENAGEM À VENERÁVEL HERCÍLIA GONÇALVES DE SOUSA
Olímpio Gonçalves

No contexto materno-feminino da Obra do Eterno quis a tradição gratificar-nos com TRÊS MÃES DIVINAS, todas Elas consagradas, ao nível da humana personalidade, com a emblemática letra H em seus sacratíssimos nomes: Hercília Gonçalves de Sousa, Helena Iracy e Helena Jefferson de Sousa.
As três Helenas configuram um triângulo feminino da Obra, em torno de um outro “H”, ponto central de emanação positiva e de fecundação: HENRIQUE ou EL RIQUE, por oposição ou complementaridade com o trigno “negativo” ou passivo e genesíaco das três Mães.
Este texto pretende homenagiar estas três mulheres e em particular HERCÍLIA GONÇALVES DE SOUSA, nascida em Mariz, Portugal, que foi a primeira companheira e grande obreira da Missão do Mestre Henrique José de Sousa.

Sintra, 2012. 57 pág.
Custo: 6,00€; Com portes: 9,00€

AS ESCOLAS INICIÁTICAS
MISTICISMO E OCULTISMO
António Tavares

O objectivo no presente estudo é fornecer pistas que conduzam os espiritualistas a encontrarem o seu próprio Caminho, qualquer que ele seja…
Procuraremos, numa primeira abordagem, tentar compreender onde radica esta problemática. As escolas de mistérios sempre existiram desde o dealbar dos tempos?
Ou o seu aparecimento foi função de determinados parâmetros relacionados com a evolução da Humanidade?
Necessitamos efectivamente delas? Ou tudo não passará de uma efabulação de personalidades disfuncionais ou de oportunismos encapotados?
Adaptado da palestra proferida para a Comunidade Portuguesa de Eubiose em Lisboa, 20 de Novembro de 2010

Sintra, 2012. 55 pág.
Custo: 6,00€; Com portes: 9,00€

2012 – A EUBIOSE E OS SEUS CICLOS
António Tavares

Iremos reflectir um pouco sobre a ligação que parece existir entre a importância atribuída ao ano de 2012 para a história colectiva e os grandes ciclos da Eubiose. O Mestre dos Eubiotas – Henrique José de Souza – afirmou que, em 1956, se processou o Grande Julgamento Cíclico de toda a Humanidade. Ora de 1956 até 2012 decorrem 8 ciclos de 7 anos…
Na verdade, os mistérios ligados a 2005, bem como a 2012, não são estranhos à Eubiose, à sua filosofia e dinâmica espiritual. Muitas das interrogações colocadas por este marco importante de 2012 podem encontrar na filosofia Eubiótica um contributo muito importante em termos da sua compreensão e integração no processo colectivo de evolução da Humanidade.
Adaptado da palestra proferida para a Comunidade Portuguesa de Eubiose em Sintra, 19 de Novembro de 2011

Sintra, 2012. 73 pág.
Custo: 6,00€; Com portes: 9,00€

Comments are closed