Os primeiros passos…

OS PRIMEIROS PASSOS…

CARTA DE 27 DE ABRIL DE 1965 PARA O BRASIL.

A 27 de Abril de 1965 os Anciãos enviam à STB uma carta muito importante onde dão conta da criação das condições necessárias para a consecução da “Obra que vos propondes realizar”.

carta1965.4.27

Excerto da carta de 27 de Abril de 1965 para o Director Social da Sociedade Teosófica Brasileira.

Insistem também, nesta carta, os Anciãos, para um contacto mais íntimo e profundo que conduza a um estreitamento de laços entre os dois lados do Atlântico.

 

CARTA DE 12 DE JUNHO DE 1965

Solicitação a que a STB responde por carta datada de 12 de Junho de 1965 onde Rego Monteiro escreve: “Quanto à nossa representação em Portugal – oficial ou não – apenas depende de vós e das possibilidades oferecidas pelo meio ambiente: sois os únicos juízes da sua oportunidade, pois, estando afastados e ignorando as reais condições existentes aí, não queremos criar maiores dificuldades a tão devotados estudiosos.”

carta1965.6.12

 

ACTA DE 15 DE OUTUBRO DE 1965

Finalmente, a 15 de Outubro de 1965, “Com vista à constituição em Portugal da representação da Sociedade Teosófica Brasileira” realiza-se a primeira reunião entre os Irmãos portugueses da qual se lavrou uma “ACTA Nº 1” cuja parte inicial se transcreve.

acta1_1965.10.15

Esta acta, de duas páginas, inclui um esquema geométrico e a disposição de 6 elementos com funções ritualísticas, referindo que se “procurou tanto quanto possível uma aproximação não só com a orgânica da S.T.B. como até com os princípios espirituais que não deixarão de reger o Mundo de Agartha, a Hierarquia…” Na 2ª página ficaram nomeados 9 irmãos para o Conselho Directivo, sendo o Director Social, Olímpio Gonçalves.

Em carta datada de 29 de Outubro de 1965 dão conta ao Director Social da S.T.B. deste momento decisivo… Divulgamos parte da 1ª e da 2ª páginas.

carta1965.10.29_1

carta1965.10.29_2

A partir daqui grande parte dos esforços seguintes dos nossos Irmãos Anciãos é feita para consolidar a representação da Sociedade Teosófica Brasileira. Muito caminho havia ainda que percorrer…

Continuação: A Primeira Instituição em Portugal

Comments are closed