A Política ou a questão do Governo material do Mundo

A génese de todo o problema reside basicamente no seguinte: não existem à face da Terra modelos políticos perfeitos, simplesmente porque o Homem não é um ser perfeito; não existem modelos políticos integrais, porque o Homem não atingiu ainda a sua dimensão integral.
Todos os modelos, sem excepção, mesmo os que se advogam do espiritualismo, contemplam apenas a Personalidade humana, aquela faceta que, generalizando, se poderá chamar material. Por isso, todos acabam por se revelar como Anárquicos, visto que omitem algo fundamental: o Princípio Superior que reside em cada Ser.
Encontramo-nos, pois, num mundo de instituições Anárquicas cuja característica fundamental reside na confusão de conceitos do binómio Autoridade-Poder.
Em Sinarquia a Autoridade é correlata da Sabedoria, é tacitamente aceite pela comunidade dos cidadãos e detida por aqueles que conseguiram vivenciar o Saber transformando-o em Conhecimento, em Iluminação. O Poder é exercido de acordo com as aptidões específicas de cada um, decorre da capacidade de levar a cabo determinada tarefa. À Autoridade competirá traçar princípios gerais, vectores de orientação que, à luz da Sabedoria Divina, conduzam às mais elevadas realizações. Ao Poder caberá o papel sumamente importante de executar tudo isso, face às coordenadas objectivas do momento.
Em Sinarquia, Autoridade e Poder surgem representados por órgãos distintos. Aqui reside o segredo de uma sociedade perfeita.

A Educação ou a formação de um novo tipo de mentalidade

Comments are closed